Entenda o Proj. Antes do Fim do Mundo... e um pouquinho além.



Diário de Motocicleta

Você ceramente se lembra que o mundo ia acabar em 2012 por conta do Fim do Calendário Maia, certo? Então, qual era a melhor época para ir até o Fim do Mundo?

Com essa sacada, eu e a Elda partimos rumo ao Ushuaia em meados de Dezembro de 2012, carregados de ansiedade em cruzar a Patgônia e ver o Pôr do Sol no dia 22 de Dezembro - Dia do Fim do Mundo, en directo del Fin del Mundo.

Acontece que na altura de Floripa a Elda adoeceu, o que nos fez voltar para casa para deixa-la
No dia seguinte voltei para estrada afim de cumprir os contratos feitos com nossos parcerios.

Foi a primeria vez que viajei sozinho, e a loucura veio com a ausência da Elda, que durante oito meses planejou cada passo daquela aventura e agora, não estava mais comigo.

Os Ventos Patagônicos e o Rípio foram vencidos, vi pinguins, neve, viajei com a luz do Sol até as 23h, e não vi o Pôr do Sol no dia 22, por que estava chovendo, mas eu estava lá... no fim da RUTA 3 - eu desci por ela, e subi a RUTA 40, curtindo cerca de 850 km de rípio.

Apesar da companhia de muitos amigos, chorei sozinho por passar as festas de Fim de Ano longe da minha filha, por não estar com a Elda no dia do seu aniversário, e por vezes, atônito diante das tantas coisas que descobrimos sobre nós mesmo, quando estamos no mundo sem ninguém.

DE EL CALAFATE/AR ATÉ PERITO MORENO/AR

Cidade: Perito Moreno/AR | Categoria: Como Chegar
Postado em: 10/6/2013

Exibir mapa ampliado

Confesso que estava com receio de encarar a Ruta 40 agora para valer.
As informações desencontradas em vários sites, davam distâncias e quantidades de trechos de rípio discrepantes... uns apontavam 100 km de rípio, outro 25 km... assim era difícil saber ao certo o que poderíamos esperar pela frente, mas uma coisa era certa, 100 ou 25, o percurso deveria ser vencido, e lá fui eu.

Ao sair de El Calafate um motociclista Colombiano ia na minha frente e quando viramos juntos na Ruta 40 sentido norte, fiquei mais aliviado por ter companhia.
Motocamos alguns momentos juntos, mas o meu compromisso de parar para fotografar abriu distância por umas duas vezes, até que na terceira retomada de velocidade não mais o encontrei. Por certo seguiu rumo a El Chaten enquanto eu continuei tendo o norte como destino.

Até Três Lagos (165 km de El Calafate) o asfalto foi um tapete só, mas ao chegar nesta localidade o rípio veio me dar boas vindas tão logo abasteci.
Dali foram 190 km de rípio muito difícil, fofo e com desvio para a Ruta 29, já que a Ruta 40, que passa por obras, estava bloqueada por uma niveladora... até dava para passar pelo canto, mas não quis me arriscar rodar 100 km de rípio e dar de frente com uma ponte faltando.

Tomei a Ruta 29 e depois a Ruta 25 até retornar na Ruta 40 cerca de 2h30 depois de muito rípio.

A estrada seguiu asfaltada até Bajo Caracoles que é a única localidade com combustível (não garantido), e de lá mais 130 km até Perito Moreno, sendo 40 km novamente no rípio fofo.

Ao todo foram cerca 220 km de rípio em 10h30 de viagem.
Com o processo de obras na Ruta 40, a previsão é que em 2015 ela esteja 100% asfaltada, então se você quiser experimentar este desafio, corra!

fotos relacionadas
Parceiros neste projeto