Entenda o Proj. Caminho do Peabiru



Diário de Motocicleta

Eu ainda estava publicando dicas sobre o roteiro para Salvador feito no ano anterior, até que o meu telefone tocou.
Do outro lado da linha uma voz feminina queria falar com o resposnável pelo Diário de Motocicleta, e saber se eu já havia uma próxima aventura em vista.

Achei legal alguém me ligar para peguntar isso! E quando respondi que tinha alguns roteiros na cabeça, ela começou a se paresentar, dizendo que havia acompanhado o nosso Proj. Êxodo de Moto, e que falava por parte do Salão Duas Rodas - a ideia de divulgar o 11º Salão Duas Rodas de 2011 começava ali.

Bastou uma reunião para eles aprovarem o roteiro que era quase uma lenda urbana de tão incrível.
Há tempos eu pesquivasa um caminho que teria sido contruído pelos INCAS, ligando o Litoral do Peru ao Litoral do Brasil, mais precisamente em São Vicente/SP.

O Caminho do Peabiru, que foi construído por INCAS e Índios Guaranis, serviu em meados de 1.500, como vias de acessos para Portuguese, Espanhóis, Bandeirantes e Paulista continetne a dentro, e este trânsito transformou o caminho "de Índio" em muitas ruas, avenidas e estradas que podemos hoje rodar.

Cruzamos o Paraná, Paraguai, Bolívia, Peru, Chile e Argentina, passamos pelo Lago Titicaca, motocamos a Cordilheira, conhecemos Machupicchu e vimos o Ocêano Pacífico.

Esta aventura terminou com a exposição da nossa moto no Salão Duas Rodas daquele ano, o que atraiu ao nosso stand, muitos apaixonados por viagens de moto que acompanharam nossa trip e, com alegria, passaram para nos dar um abraço.

ESTADIA EM NAZCA/PE

Cidade: Nazca/PE | Categoria: Onde Dormir
Postado em: 26/2/2012
Diário de Motocicleta

Em Nazca, tão logo entramos na cidade, paramos em um hotel muito bonito e muito caro... se bem me lembro quiseram cobrar cerca de US$100 a diária – pensa num cara preocupado!
Bem na porta do hotel um motorista de taxio veio falar com a gente e disse que tinha um hotel muito bom e mais em conta e nos levou até ele... mas nem quisermos entrar por conta do aspecto do mesmo e com o agravante que a moto teria que ficar na rua.

Agradecemos e seguimos pela mesma rua e na esquina encontramos o Hotel La Encantada. Entramos, olhamos e nos hospedamos.

O hotel fica paralelo a um boulevard, bem próximo da Praça de Armas e com uma grande variedade de restaurantes por perto. Um taxi da porta do hotel até o Aeroporto sai por R$3,10.

Os quartos são confortáveis, com TV, ventilador de teto e possui uma ducha quente muito boa. O hotel possui estacionamento fechado a meia quadra e oferece wi-fi, serviço de lavanderia e café da manhã.

Não sei se eu entendi errado, mas na hora de pagar a conta nos foi cobrado o café da manhã a parte, cerca de R$9,30 cada um.

Ficamos dois dias em Nazca e nossa conta deu S/. 238,00 – cerca de R$147,00 (US$89,93 – cotação de R$1,65)) contando os 4 cafés da manhã (R$36,00) e a o serviço de lavanderia (R$12,49).

Mesmo com a desinformação que o café da manhã era individual e pago a parte, a estadia é mais que recomendada.

O Hotel La Encantada fica na Calle Callao, 592 – Nazca – Tel. 52.2930
Site www.hotellaencantada.com.pe

fotos relacionadas